O papel da inovação no processo de transformação digital

04/04/2019

O papel da inovação no processo de transformação digital

Tecnologia

 

Muita gente vem comentando sobre a necessidade de as empresas se adaptarem ao contexto da Quarta Revolução Industrial, que é uma ampla e complexa transformação no mundo devido aos impactos das novas tecnologias. As empresas buscam conhecer e se apropriar delas rapidamente, desafio que tem ocupado cada vez mais tempo dos profissionais da área de tecnologia da informação (TI) nos últimos anos.

Entretanto, a transformação digital vai muito além de investimento em hardware e software. Para que ela ocorra, é preciso desenvolver uma cultura organizacional inovadora, uma mudança na linha de raciocínio da alta administração para que a inovação entre de fato no planejamento estratégico e nas ações da organização de maneira interdepartamental. Desta forma, a empresa consegue construir uma mentalidade inovadora que permeia todos os seus diferentes setores.

O departamento de TI tem um papel fundamental neste processo. Os profissionais da área podem contribuir apresentando para os demais quais são essas novas tecnologias, participando de atividades de ideação e criação de produtos e serviços, desenvolvendo soluções em conjunto com os demais setores da empresa. Estamos falando, portanto, de um novo profissional de TI, que além de conhecimentos e habilidades técnicos também tem uma formação voltada à inovação.

A inovação representa a busca pelo novo e permite às organizações aumentarem sua competitividade e enfrentarem a concorrência. A capacidade de inovar é vista como importante elemento para o desempenho das empresas e do setor econômico, pois permite que o mercado saia do estado atual e evolua. Por isso, a inovação deve ser trabalhada de forma aberta, além dos "muros" da empresa, conectando-a com o ecossistema externo tais como centros de pesquisa, incubadoras, aceleradoras, universidades e outras organizações de fomento à inovação.

Algumas grandes empresas, lideradas por gestores que sabem dessa importância da inovação para o desenvolvimento sustentável de seus negócios, contam com estrutura e recursos para acesso a novas oportunidades e facilidade para inovar. Além dos tradicionais departamentos de "pesquisa e desenvolvimento - P&D" que algumas empresas criaram no passado, é importante investir também em inovação aberta.

Para que haja agilidade no processo de inovação, é interessante que a empresa mergulhe no ecossistema de startups, de inovação de base tecnológica. As startups, por definição, surgem de ideias inovadoras com potencial de se tornarem grandes negócios em um curto espaço de tempo. Logo, estar próximo das iniciativas que trazem inovação tecnológica aplicada a produtos e serviços é fundamental para acompanhar as tendências de qualquer setor. Essas novas ideias estão acessíveis às grandes empresas nos centros de pesquisa, em incubadoras, aceleradoras e quaisquer organizações que fomentam o desenvolvimento de inovação e empreendedorismo.

Algumas grandes empresas já contam com excelentes cases no Brasil, desenvolvendo seus próprios laboratórios de inovação e espaços de fomento ao empreendedorismo. Nas micro e pequenas empresas, nem sempre há recursos disponíveis, mas o desenvolvimento de estratégias para buscar inovação através de iniciativas mais econômicas e criativas é igualmente importante. Neste caso, sempre é possível fazer parcerias e participar de eventos relacionados à inovação no setor que esta micro ou pequena empresa atua. Essa é uma questão de sobrevivência, porque a acomodação nos dias atuais pode representar o enfraquecimento organizacional, uma vez que as áreas administrativa, operacional e comercial da empresa podem ficar obsoletas e acarretar perda de competitividade ou até mesmo ameaçar a sustentabilidade do negócio.

Por Terra.

Add new comment